PT, PCdoB e bancadas avaliam 100 dias do governo Sartori

As bancadas do Partido dos Trabalhadores (PT) e do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) na Assembleia Legislativa realizaram, na manhã desta quinta-feira (9), uma avaliação sobre os 100 dias do governo de José Ivo Sartori. O líder da bancada petista, deputado Luiz Fernando Mainardi destacou a ausência de propostas da atual gestão. “Este governo não apresentou, até agora, projetos e propostas que tenham impacto nas finanças públicas e no desenvolvimento do Estado” afirmou.

Os deputados ainda lembraram que esta semana completam 100 dias que a atual gestão assumiu e o discurso é de lamentação. “O governo Sartori cria a teoria do caos para justificar a inanição” afirmou a líder da bancada do PCdoB, Manuela d’Avila. “Foram 100 dias sem apresentação de proposta e o nosso entendimento é de que o atual governo ainda não se encontrou” disse Mainardi, que completou afirmando que o problema mais grave é a atual gestão não enfrentar as dificuldades estruturais e apontar soluções “como, por exemplo, exigir do governo federal a regulamentação da renegociação da dívida, além das negociações que não foram realizadas”.

O presidente Ary Vanazzi comparou as prioridades do governo do PT, com Tarso Genro, e do PMDB com Sartori. “É nítida a diferença entre do dois projetos. A opção pelo desenvolvimento, geração de emprego e renda, empreendida pelo nosso governo, e a redução do estado pelo governo Sartori que enxuga a administração pública para quem mais precisa”, destacou o líder petista.

Na opinião das bancadas do PT e do PCdoB, o clima de pessimismo está paralisando o Estado. O governo Sartori possui um conjunto de recursos disponíveis para execução de obras e serviços, que não exigem nenhuma contrapartida do Tesouro do Estado. Exemplo disto são os US$ 222 milhões do BIRD para recuperação de estradas. “Isso sem falar do R$ 1,5 bilhão de incremento da receita, para este ano, fruto do impacto do aumento da energia elétrica, da variação da CIDE e outros recursos” disse Mainardi. O líder petista lembrou que as novas receitas superam o déficit do governo Tarso.

Para os petistas se Sartori continuar neste ritmo o Estado pode ficar paralisado, perdendo investimento e oportunidades de negócios. “Ninguém fala mal do cavalo que quer vender” opinou a líder partidária, deputada Miriam Marroni ao criticar o discurso pessimista da atual gestão. Ela lembrou que durante o governo Tarso Genro houve um esforço para trazer a Usina Termelétrica para a região Sul, inclusive já tendo sido aprovado pelo Ministério de Minas e Energia. Da mesma forma o Polo Naval, que com muito trabalho e esforço, garantiu a recontratação e a construção de uma política estadual para este setor. “E agora não existe ação para dar continuidade a estas conquistas” lamentou.

À tarde, com início previsto para 14h, o líder da bancada do PT, Luiz Fernando Mainardi usará o período do Grande Expediente no Plenário da Assembleia Legislativa para apresentar uma análise sobre os primeiros cem dias do atual governo.

Após as agendas desta quinta-feira, os deputados petistas estarão em diversas atividades pelo interior do Estado, junto com dirigentes do PT, onde deverão fazer o mesmo balanço.

Participaram da atividade os deputados da bancada do PT Luiz Fernando Mainardi, Stela Farias, Nelsinho Metalúrgico, Miriam Marroni, Tarcísio Zimmermann, Adão Villaverde, Altemir Tortelli, Edegar Pretto, Jeferson Fernandes, Valdeci Oliveira, Zé Nunes. E, da bancada do PCdoB a deputada Manuela d’Avilla e Juliano Roso.

Texto: Raquel Wunsch (Mte 12867)e Eliane Silveira (Mte 7193)

Edição: Redação Bancada PT Sul

Fonte: http://portal.ptrs.org.br/2015/04/pt-avalia-100-dias-de-governo-sartori/

Discussion — No responses