Home » PT 35 anos » PT 35 Anos

PT 35 Anos

PT 35 Anos

Aniversário de 35 anos do Partido dos Trabalhadores

O Partido dos Trabalhadores surge da necessidade sentida por milhões de brasileiros de intervir na vida social e política do país para transformá-la. A mais importante lição que o trabalhador brasileiro aprendeu em suas lutas é a de que a democracia é uma conquista que, finalmente, ou se constrói pelas suas mãos ou não virá.

Assim se inicia o Manifesto do PT (leia aqui), aprovado em 10 de fevereiro de 1980, no ato de lançamento do novo partido. Nestes 35 anos, a conquista e construção da democracia seguiram sendo tarefas fundamentais do PT e da classe trabalhadora.

Para comemorar esta trajetória, a Fundação Perseu Abramo, por meio do Centro Sérgio Buarque de Holanda (CSBH), centro de documentação e memória, oferece à militância petista uma pequena amostra de seu acervo de documentos históricos.

Este acervo, patrimônio do partido e de todo o povo brasileiro, reúne jornais, boletins, folhetos; ofícios, teses, resoluções e relatórios de encontros e congressos; materiais diversos de campanhas eleitorais ou reivindicatórias, como adesivos, broches, camisetas e bandeiras; documentos relativos às tendências do PT; registros fotográficos; publicações editadas por mandatos petistas, entre outros.

Atualmente, o principal projeto do CSBH consiste no tratamento e digitalização de parcela deste acervo, construído em colaboração com o DN/PT, arquivos pessoais de dirigentes e militantes e de instituições como o Instituto Lula. O que se prevê é a disponibilização on-line de todo o acervo de fotografias e cartazes existentes em nosso arquivo. Seu objetivo maior é o de oferecer novas fontes à pesquisa, além de celebrar a trajetória e conquistas do partido.

Iniciado em 2014, com duração prevista para 20 meses, o projeto deve ser concluído em data próxima aos 36 anos do PT, em 2016. Nele estão sendo contemplados mais de mil cartazes e cerca de 50 mil registros fotográficos, além dos boletins nacionais editados pelo PT desde sua fundação, em 1980. O material, além de digitalizado, está sendo classificado, ordenado por assunto, higienizado e acondicionado para sua maior conservação. Será realizada ainda a catalogação item por item, a indexação de palavras chave e a produção do “tesauro” – espécie de dicionário de termos, procedimentos que permitirão ampliar a qualidade da busca de imagens. Para saber mais sobre os procedimentos técnicos do projeto, clique aqui.

Além deste projeto, o CSBH produz publicações sobre a história da esquerda no Brasil e no mundo, como as revistas PERSEU e os Cadernos Perseu (leia aqui). Como mais uma frente de trabalho, retomamos o projeto de História Oral do PT, que visa o registro de memórias orais de militantes que atuaram e/ou atuam na construção do partido. Tais registros irão compor nossos acervos e serão disponibilizados para pesquisadores e interessados em geral, ampliando as fontes de investigação ao incluir os registros orais no conjunto de possibilidades documentais para a pesquisa.

Com estas iniciativas, o CSBH oferece subsídios ao enfrentamento dos novos desafios que se colocam para o PT. Estes documentos e memórias permitem múltiplas possibilidades de interpretação sobre a trajetória do partido, contribuindo para a continuidade de nossa história de luta. A pluralidade de atores políticos, qualidade sempre retomada quando se fala sobre a origem do partido, é ainda hoje uma de suas importantes características. Como centro de memória, um de nossos compromissos é garantir que a gama de projetos políticos aventados pelos distintos atores e nos diversos contextos históricos que o partido atravessou – registrada em documentos textuais, iconográficos, audiovisuais e outros – contribua para o enriquecimento do debate democrático dentro e fora do partido.

Além dos jornais, panfletos e fotos que selecionamos para rememorar o nascimento do PT nos estados, que seguem reproduzidos aqui, e da revista que está sendo distribuída nacionalmente, sugerimos a leitura das mensagens de Rui Falcão, presidente nacional do PT; Luiz Inácio Lula da Silva, presidente de honra do partido, e Dilma Rousseff, presidenta da República que inicia seu segundo mandato este ano. Cada uma delas reafirma que nossa luta pela transformação da vida política e social do país – objetivo que abre o nosso manifesto de fundação – tem passado, presente e futuro! Parabéns a todas as gerações de trabalhadores que construíram e constroem o PT.

 

Centro Sérgio Buarque de Holanda

Fundação Perseu Abramo

foto: autoria desconhecida